A Ferro e Fogo – Resumo

A Ferro e Fogo – Resumo
5 (100%) 1 vote

Josué Guimarães nasceu em 1921 e, devido ao Golpe Militar de 1964, fora obrigado a exilar-se em Portugal, onde a ficção floresceu em sua alma.

Em sua obra, A Ferro e Fogo, o autor escreve um romance realista cuja saga da colonização alemã em terras brasileiras é o elemento central.

A Ferro e Fogo - Resumo

publicidade

A Ferro e Fogo – Resumo

O enredo se passa no Rio Grande do Sul no tempo do Império durante e após a guerra da Cisplatina.

Daniel Abrahão Lauer Schneider e sua família vieram para a Real Feitoria de Linho Cânhamo trazidos pelo governo brasileiro, que prometera terras e animais a tantos outros estrangeiros.

A família de Daniel vivia em condições miseráveis e, por isso, aceitaram a oferta misteriosa de Grundling de se mudarem para o sul e armazenarem mercadorias.

Quando a guerra da Cisplatina começou, Daniel descobriu que as mercadorias armazenadas eram armas e uma tropa castelhana invadiu sua fazenda. A esposa de Daniel, Catarina, dissera aos soldados que seu marido não estava e, por isso, Daniel ficou escondido em um poço por meses, pois as movimentações de soldados castelhanos e brasileiros continuaram intensas.

Enquanto a família Schneider passava por dificuldades, Grundling, que também mentira para os soldados brasileiros alegando que Daniel guardava armas para os castelhanos, se divertia com bebedeiras e prostitutas até que conhece Sofia, se casa com ela e tem filhos.

Quando a guerra da Cisplatina acaba, Catarina decide voltar para São Leopoldo com o marido que, traumatizado pelos tempos de guerra, constrói um alçapão para dormir à noite.

Determinada a se vingar do causador de toda sua desgraça, Catarina decidi ir ao encontro de Grundling para matá-lo, mas chegando à casa do inimigo, o descobre em profunda tristeza pela morte de Sofia e desiste da empreitada, seguindo o cortejo e contendo o choro.

publicidade

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *